Dilma se reúne com Lula e ministros na Granja do Torto

98

A poucas horas do anúncio do corte no Orçamento da União, a presidente Dilma Rousseff se reuniu nesta sexta-feira (22) com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com os ministrosAloizio Mercadante (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Comunicações) e Edinho Silva (Comunicação Social) na Granja do Torto, uma das residências oficiais do presidente da República.

ela agenda oficial divulgada diariamente pela Presidência, a previsão era que a reunião ocorresse no Palácio da Alvorada, onde a presidente mora. A assessoria do Planalto não informou o motivo da troca do local da reunião nem a pauta do encontro.

O anúncio do valor do corte no Orçamento deste ano está marcado para 15h30 desta sexta, no Ministério do Planejamento, e tem sido alvo de reuniões da presidente Dilma com a equipe ecnômica do governo ao longo da semana.

A discussão sobre o montante a ser contingenciado faz parte das medidas do governo em busca do ajuste fiscal e do reequilibrio das contas públicas. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta semanaque o bloqueio deverá ficar entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões.

No entanto, a questão encontra divergências dentro do próprio governo. Defensores de um corte menor alegam que um contingenciamento excessivo pode prejudicar a retomada do crescimento econômico. Além de definir o tamanho do corte, o governo anuncia também nesta sexta o valor bloqueado em cada ministério. O Planalto quer poupar ao máximo áreas sociais, como saúde e educação. 

Em entrevista na quinta (21), ao comentar o contingenciamento, a presidente Dilma declarou que o governo não vai parar por conta disso. Segundo ela, o bloqueio de recursos é equivalente a uma economia feita em casa para se pagar contas.

O Orçamento deste ano prevê receita líquida de R$ 1,2 trilhão (21,9% do PIB) e despesas primárias totais – sem contar gastos com juros e amortização da dívida – de R$ 1,1 trilhão (20,9% do PIB).