Militares pedem recursos para defesa e proteção de fronteiras

171

Representantes das Forças Armadas pediram ontem mais recursos para as ações do Exército, Marinha e Aeronáutica. Em audiência pública no Senado com a presença dos comandantes das três forças, os militares disseram que falta dinheiro para várias atividades e alertaram que a ação militar é importante para garantir a defesa do país e dar segurança para a exploração do pré-sal.

Houve até mesmo apelo para que os parlamentares apresentem emendas ao Orçamento incrementando os recursos disponíveis para a defesa. Reportagem publicada pelo GLOBO mostrou que as Forças Armadas indicam uma diferença de R$ 13,65 bilhões entre o que consideram necessário e o que está previsto no Orçamento do ano que vem. Ontem, cientes de que não terão condições de conseguir tudo que acham ser necessário, pediram pelo menos um acréscimo de R$ 5,8 bilhões para várias ações das três forças.

— O pré-sal são 149 mil km2. No mar, não há fronteiras. O que faz a fronteira no mar é a nossa presença, os navios, a nossa patrulha — disse o diretor de coordenação do Orçamento da Marinha, vice-almirante Anatalício Risden Júnior. Os militares veem as emendas parlamentares como uma oportunidade de melhorar o orçamento do setor.