Assefaz reforça que a medida da ANS não atinge os beneficiários da operadora

0 13

A Assefaz enviou aos beneficiários dos planos de saúde, um aviso com relação aos atendimentos. Segue abaixo, na íntegra, as informaçoes disponibilizadas.

Em atenção à medida tomada pela ANS, de suspensão temporária da comercialização de alguns planos da Assefaz, a partir de 30 de agosto de 2013, queremos tranquilizar nossos 94 mil beneficiários, informando que seus planos continuam com atendimento normal e que as coberturas contratuais estão asseguradas.

A fim de manter a confiança conquistada, sabemos da necessidade e temos trabalhado no firme propósito de aprimorar a qualidade do atendimento junto aos nossos beneficiários.

Para se ter uma ideia, realizamos, no último trimestre, mais de 165 mil autorizações entre exames, consultas e internações.

Informamos que a suspensão temporária de comercialização refere-se apenas a novas adesões. Ressaltamos que a Assefaz já está tomando as medidas necessárias para reverter tal situação. Entre as ações empreendidas, destacamos que já acionamos a UNIDAS, entidade que representa todas as autogestões, para ingressar com ação judicial solicitando anulação da decisão da ANS. Além disso, identificamos inconsistências na base utilizada no cálculo para a definição da medida e, desse modo, também encaminhamos Ofício à ANS solicitando nova análise das notificações dos beneficiários válidas para a realização do cálculo.

Destacamos, conforme orientação da própria ANS, que o primeiro canal que o beneficiário deve buscar para resolução de impasses deve ser uma das unidades da Assefaz ou a Central de Atendimento 24h, pelo telefone 0800 703 4545. Como última instância para resolução das questões relacionadas aos serviços prestados pela Fundação, está disponível a Ouvidoria da Assefaz. Esse canal é responsável por receber e dar encaminhamento às sugestões, dúvidas, reclamações e insatisfações, ficando acessível por e-mail, telefone, correspondência ou atendimento presencial.

Apesar de todos os contratempos, temos a certeza de que estamos envidando os esforços necessários para assegurarmos a perpetuidade da Fundação e, desse modo, garantir assistência a todos os nossos beneficiários.

Certos da compreensão de todos, colocamo-nos à disposição para outros esclarecimentos por meio da Central de Atendimento 0800 703 4545.