Senadores divergem sobre corte do número de ministérios anunciado pelo governo

101

Até o final de setembro, a presidente Dilma Rousseff anunciará a extinção de dez ministérios dos atuais 39. Para os líderes dos partidos aliados, a redução do número de ministérios demonstra o compromisso do governo de reduzir gastos. Mas a oposição mostra ceticismo e afirma que dificilmente a presidente Dilma abrirá mão dos cargos que mantém para obter apoio político. O presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN), disse que a redução de ministérios vem tarde. Já o senador Jorge Viana (PT-AC) elogiou a iniciativa ao afirmar que o corte no primeiro escalão demonstra a decisão do governo de cortar gastos.