Em reunião, servidores federais recusam reajuste proposto por governo

0 45

A primeira reunião entre servidores públicos federais para debater a campanha salarial terminou no fim da tarde desta terça-feira (7/7). Reuniram-se com Secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, 31 entidades que não pertencem ao Fórum Nacional de Servidores Públicos Nacionais. Os servidores rejeitaram em massa a proposta do governo de reajuste de 21,3% em quatro parcelas até 2017. De acordo com o Secretário Geral do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado, Rudinei Marques, a reunião teve poucas novidades.

Houve um pequeno aceno do governo para tentar acalmar os ânimos. Segundo Marques, o governo disse que pode postergar a entrega das proposta dos projetos que regulamentam os salários dos servidores para depois de 21 de agosto. Este prazo foi estabelecido porque anualmente o governo tem que incluir na proposta orçamentária tudo que vai gastar no ano seguinte. Como o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) o Congresso já foi encaminhado, entao o governo propôs que poderia ampliar o prazo pra discutir com mais calma as pautas dos servidores da campanha salarial de 2015. 

Os servidores rejeitaram também o projeto do governo que esse aumento ocorra em 4 anos; eles querem reajuste até 2016. A categoria está disposta a negociar desde que o aumento não seja plurianual. Os servidores pedem que seja ao menos para o próximo ano, com possibilidade de negociar anualmente.

Após a reunião, as 23 entidades do Fórum Nacional de Servidores Públicos Nacionais deram início a discussão.