Coordenador da campanha de Dilma Rousseff reitera a importância do diálogo com servidores

0 22

O Fonacate e as entidades afiliadas se reuniram nesta quarta-feira (15), com o ministro Ricardo Berzoini – coordenador da campanha de Dilma Rousseff – com a intenção de apresentar o anseio das carreiras de Estado de que, em eventual segundo mandato da presidenta, o governo esteja mais aberto ao diálogo com o Fórum e suas afiliadas.

A entidades destacaram ainda que as carreiras anseiam mudanças na forma como o governo trata seus servidores. “Nossa expectativa, caso a presidenta Dilma seja reeleita, é de trilhar um novo caminho, um caminho de construção conjunta”, reiterou Roberto Kupski, presidente do Fonacate.

O ministro Ricardo Berzoini disse que, desde que assumiu a Secretaria de Relações Institucionais, tem buscado um diálogo permanente com as entidades de classe. “Tivemos muitos avanços no serviço público desde a Constituinte. Sabemos a importância de um Estado forte, onde o servidor é o agente da soberania popular – com respeito aos direitos sociais e civis, oferecendo à sociedade serviços públicos de qualidade”, ponderou Berzoini.

O deputado federal Vicentinho (PT/SP), que também participou do encontro, disse que essa “aproximação com as entidades representativas dos servidores públicos será vista com mais atenção nos próximos anos, caso a presidenta Dilma seja reeleita”.

Representantes das entidades afiliadas pediram ainda para que o governo tenha mais atenção para as dificuldades que alguns órgãos vêm passando, como carência orçamentária e de pessoal.

Como o secretário-geral do Fonacate e presidente do Unacon Sindical, Rudinei Marques,  destacou a queda do orçamento da Controladoria-Geral da União (CGU) nos últimos dois anos. “É um órgão fundamental no combate à corrupção, mas temos tido dificuldades para trabalhar, inobstante o grande impulso que tivemos desde 2003. A CGU precisa atuar como órgão de inteligência, mapeando riscos e atuando firmemente no controle preventivo”.

Após receber do presidente do Fonacate a Carta aos Presidenciáveis, que elenca os principais compromissos que o Fórum deseja que o futuro governo assuma, o ministro Ricardo Berzoini garantiu que o diálogo estará sempre presente. “Podem ter certeza de que o diálogo é a melhor forma de resolver qualquer conflito”, finalizou Berzoini.

DSCF0444.JPG