Senado deve dar posse a 440 pessoas em 2014

63

Autor(es): BÁRBARA NASCIMENTO

O Senado Federal empossou dois únicos servidores neste ano, mas sinalizou que, em 2014, fará diferente. Por meio de uma emenda na Lei Orçamentária Anual (LOA), a Casa transferiu as 290 nomeações que deveriam ter sido feitas em 2013 para o próximo calendário de atividades legislativas. Dessa forma, com as 150 convocações já previstas, 440 aprovados no último concurso, feito em 2012, podem ingressar lá nos próximos meses.

A possibilidade foi admitida ontem, pela Mesa do Senado. Segundo o primeiro secretário da Casa, o senador Flexa Ribeiro (PSDB/PA), o adiamento teve de ser feito, apesar de os recursos das nomeações existirem no Orçamento deste ano. “Como (o Senado) não vai chamar em 2013, e para que essas vagas não se percam, foi feita a emenda à LOA”, afirmou o parlamentar.

Demanda
As posses, no entanto, só devem ser feitas se houver demanda. A validade do concurso de 2012 se encerra em julho do próximo ano. Até agora, 294 servidores assumiram — apenas dois deles em 2013, sob discurso de que a Casa estaria em campanha de contenção de gastos. Mas, como mostrou o Correio, até o fim de setembro, quase 600 comissionados haviam sido convocados, apesar do corte de despesas. A Casa possui mais trabalhadores em cargos de confiança do que funcionários de carreira: 3.228 ante 3.037, respectivamente.

» HFA terá mais médicos

Cento e seis novos médicos vão fazer parte do quadro de pessoal do Hospital das Forças Armadas (HFA). Ontem, no Diário Oficial da União, os ministérios do Planejamento e da Defesa autorizaram o hospital a contratar os profissionais por tempo determinado. Segundo a portaria, a jornada de trabalho será de 20 horas semanais. De acordo com a assessoria do centro médico, o salário é de R$ 3,4 mil. A duração do contrato será de um ano, com possibilidade de prorrogação de até, no máximo, dois anos.