Renan anuncia que Senado vai analisar passe livre

93

Autor(es): Júnia Gama

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou ontem que deverá ser apreciado o projeto do Passe Livre, que prevê uso gratuito do transporte público a estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino. O texto está desde junho com o relator, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), que afirma estar buscando as fontes de financiamento para a medida. O projeto foi apresentado no auge da primeira leva de manifestações por todo o Brasil com a reivindicação de tarifa zero no transporte público.

— É inevitável que se discuta a partir de agora o passe livre para transporte escolar. Essa é uma crise anunciada, já voltou às ruas. Em janeiro e fevereiro, nós vamos ter a volta do reajuste da tarifa. Nós temos no Brasil hoje 3,6 milhões de alunos que pagam meia passagem. É evidente que, com o passe livre, você pode dar um corte social, mas o governo pode ter que pagar R$ 7 bilhões.

De onde virá esse dinheiro? — afirmou Renan.

— O dinheiro virá do Orçamento. Eu acho que essas manifestações mudaram realmente o Brasil. Cada centavo que você colocar no Orçamento, você vai ter que dizer porque aquele dinheirinho ali está no Orçamento. Vai surgir a necessidade de você gastar R$ 7 bilhões com transporte escolar

da população. Esse dinheiro terá que vir do Orçamento. São R$ 7 bilhões. Tem que haver grande mobilização para que nós possamos aprovar esse projeto até o final do ano também — disse o senador.

Renan afirmou que os prefeitos nas capitais brasileiras estão demonstrando apreensão com a volta das manifestações populares e que será preciso construir uma “solução criativa” no Congresso Nacional para o passe livre estudantil.