Assecor

Servidores seguem mobilizados em busca da recomposição salarial

A carreira de Planejamento, Orçamento se mantém mobilizada para pressionar o governo a negociar a recomposição salarial da categoria. Nesta terça-feira (05), dezenas de filiados à Assecor debateram, ao longo da tarde de paralisação, sobre as ações que serão implementadas nos próximos dias.

Durante a assembleia virtual, os associados discutiram os caminhos mais viáveis para intensificar a pressão pela reposição salarial. As perdas acumulam 28% pelo IPCA e mais de 60% pelo IGP-M durante a gestão Bolsonaro. Além disso, outro ponto que também entrou em pauta foi a publicação do decreto de regulamentação do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal.

Em consenso, os servidores definiram as datas das próximas paralisações: sexta-feira, 08/04, e terça-feira, 12/04. Ambas ocorrerão das 14h às 18h. Ademais, ficou acordado que na terça-feira haverá outra reunião virtual para encaminhar as datas das próximas paralisações.

Cabe destacar, ainda, que os servidores discutiram a ampliação da paralisação, caso o governo não atenda as reivindicações da categoria. Essa iniciativa poderá afetar: a execução do orçamento de 2022; e o envio, ao Congresso Nacional, do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2023 - até o dia 15 de abril -, e do Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) para 2023 - até o dia 31 de agosto.

A Assecor seguirá atuando para obter resultados na negociação com o governo, enquanto a categoria permanece mobilizada.

Comentários por Disqus