Governo propõe a servidores federais reajuste plurianual que pode ficar abaixo da inflação

0 24

Em reunião realizada no dia 25 de junho, o Secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, informou que a prioridade do governo é celebrar um acordo plurianual que mantenha em cerca de 4,13% do PIB as despesas com pessoal da União. O reajuste seria parcelado em 4 anos, sendo: 5,5% em 2016; 5,0% em 2017; 4,75% em 2018; e 4,5% em 2019. Questionado sobre os demais itens das pautas de reivindicações apresentadas pelos servidores, o Secretário afirmou que o governo aguardará resposta das entidades sobre a questão salarial para avançar nas negociações sobre reajustes dos benefícios e demais assuntos que não implicam em impacto financeiro.

O clima foi de frustração entre os servidores. Embora o governo viesse dando sinais de que faria uma proposta conservadora na questão salarial, esperava-se que houvesse avanços ao menos nos temas que não apresentam impacto financeiro, tais como: direito à negociação coletiva; profissionalização da administração pública; reestruturação de carreiras; mobilidade; e capacitação. A postura do governo é a mesma adotada na última negociação: busca acordos plurianuais referenciados em expectativas otimistas sobre a inflação, deixando em segundo plano o tratamento das questões que não implicam em impacto financeiro.

Se atenderem ao apelo do governo, os servidores correm o risco de assistirem seus salários serem corroídos durante mais 4 anos por índices de inflação acima dos previstos inicialmente pelos órgãos oficiais. De acordo com o presidente da Assecor, Márcio Gimene, com a inflação rodando em torno de 9% ao ano fica difícil aceitar os números apresentados. “Se olhamos para trás verificarmos que a proposta está longe de recuperar as perdas acumuladas desde 2010. Se olhamos pra frente notamos que não temos garantia alguma de que a inflação ficará nos níveis esperados pelo governo”, disse Gimene.

Nova reunião foi marcada para o dia 7 de julho. Até lá as entidades farão assembleias para deliberar sobre o assunto.

20150625_164658 (1).jpg