Governo apresenta ao STF proposta de reajuste salarial do Judiciário

0 28

O governo Dilma Rousseff apresentou nesta quinta-feira (25) ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, uma contraproposta para o reajuste dos servidores do Judiciário, mas ainda não conseguiu aval do ministro.

O comando do STF pediu um prazo para avaliar os termos apresentados pelo ministro Nelson Barbosa (Planejamento), mas há resistência da categoria em aceitar uma reposição inferior à reivindicada.

A proposta da equipe econômica do governo prevê aumento de 21,3% divido em três anos, a partir de 2016. O ministro Nelson Barbosa teria esclarecido que esse percentual também está sendo negociado para os servidores do Executivo.

Nesta semana, os servidores do Judiciário ampliaram a temperatura dos protestos por reajuste e o engajamento na greve. A categoria ocupou a Praça dos Três Poderes, que fica nos arredores do Palácio do Planalto, STF e Congresso, com buzinas, faixas e carros de som. Houve confusão.

Atualmente, um projeto de lei de autoria do Supremo Tribunal Federal (STF) que tramita no Congresso prevê reajustes que variam entre 53% e 78,56%, a depender da classe e padrão do servidor, escalonados entre 2015 e 2017.

O Ministério do Planejamento apontou que o impacto desses reajustes no orçamento seria de R$ 25,7 bilhões nos próximos quatro anos. O STF sustenta que o impacto seria de R$ 10 bilhões em cinco anos.