ELEIÇÕES 2014: Marina Silva se reuniu com representantes dos servidores públicos

139

No encontro realizado em São Paulo, na tarde desta quarta-feira (24), a candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva e seu vice, Beto Albuquerque, ouviram as reivindicações das centrais sindicais, entidades representativas dos servidores públicos e sindicatos das mais diversas categorias de trabalhadores.

A Diretoria Executiva do Fórum das Carreiras de Estado, acompanhados de representantes de 15 afiliadas, também participaram do evento. Na ocasião, o Fonacate entregou a Carta-Programa do Fórum – que apresenta os principais anseios das Carreiras de Estado para os próximos anos – para Beto Albuquerque e também para os coordenadores de campanha de Marina. Durante a reunião o Ciclo de Gestão e Núcleo Financeiro também entregou uma carta com propostas de agenda para o enfrentamento dos desafios do Brasil nos próximos anos, além de pontos relacionados à Carreira.

Dentre os compromissos que as entidades querem que os candidatos assumam com a Administração Pública estão: respeitar o princípio constitucional do concurso público, como única forma de ingresso no Serviço Público, vedada qualquer outra forma de provimento derivado; rechaçar todos os projetos de lei que visem o congelamento dos salários; implementar política de qualificação e valorização contínua dos servidores de carreira; garantir remuneração condizente com a complexidade das atividades exercidas pelos servidores, conforme preceitua o artigo 37, inciso II da Constituição Federal, e regulamentação em lei do teto salarial; e regulamentar a negociação coletiva no serviço público, o direito de greve e a data base dos servidores. 

Durante sua fala, Beto Albuquerque disse que o programa de governo da candidata Marina vai resgatar as agências reguladoras e a segurança pública do país. “Não vamos terceirizar nenhuma atividade fim e vamos dialogar com todos os trabalhadores. E, principalmente, vamos acabar com a corrupção nesse país”, ressaltou o vice de Marina.

 Já Marina Silva, além de reafirmar o compromisso em melhorar a qualidade dos serviços públicos e resgatar a credibilidade de órgãos que estão sendo sucateados pelo governo, enfatizou ainda que em seu programa defende que “as instituições públicas serão de Estado. Não serão de governo e muito menos propriedades de partidos políticos”. A candidata prometeu que vai estabelecer um diálogo constante com todos os trabalhadores e garantir a independência do movimento sindical.

Na próxima terça-feira, dia 30 de setembro, o Fonacate entregará a Carta-Programa das Carreiras de Estado para o representante do candidato Aécio Neves (PSDB), o coordenador Fuad Noman, em reunião que será realizada na sede do Fórum, em Brasília/DF.

Com informações Ascom/Fonacate

Foto da capa: Filipe Calmon/ANESP