Figueiró defende valorização dos servidores

94

Ao comentar a ameaça de greves de servidores públicos, neste fim de mês, o senado Ruben Figueiró (PSDB-MS) disse que o governo precisa ser coerente, já que, ao mesmo tempo em que afirma não ter dinheiro em caixa para dar aumento, gasta com a Copa do Mundo, bate todos os meses recordes de arrecadação, destina R$ 200 bilhões de reais ao ano para o pagamento dos juros da dívida interna e concede benefícios aos setores de energia elétrica e combustíveis.

Para ele, investir no setor público, especialmente nos que atuam na educação, saúde e segurança pública, traria benefícios para toda a sociedade, uma vez que profissionais bem remunerados e especializados oferecerão serviços de melhor qualidade para a população.

Ruben Figueiró lembrou que, além receberem baixos salários, muitos servidores não têm condições adequadas de trabalho, sofrem com a falta de equipamentos e materiais e prestam serviços em locais perigosos e insalubres.

– Não há como pensar em desenvolvimento sustentável, com crescimento robusto e permanente, sem servidores especializados, altamente profissionalizados, que não sofram pressões advindas do aparelhamento partidário. Temos que fazer uma imensa reflexão sobre as reivindicações do setor público brasileiro, superando inclusive alguns preconceitos que enxergam neste segmento privilégios, letargia, excesso de benefícios e mordomias.

Plano Safra

Ruben Figueiró comemorou o valor do Plano Safra 2014/2015, de R$ 156 bilhões, quantia 14,7% maior que o ano passado. Ele ponderou, no entanto, que os produtores rurais sofrerão os mesmos problemas de anos anteriores.

– Amalha rodoviária continuará a mesma; não haverá ferrovias, o setor portuário não foi tocado; enfim, poderemos até ter maior produção, mas isso esbarrará mais uma vez na falta de infraestrutura adequada.

– See more at: http://www.noodls.com/view/D5044FF6F839222FCF0994A493476FD5B704ECD3?616xxx1401135061#sthash.lHZxCMKT.dpuf