Ruben Figueiró critica tratamento do governo Dilma aos servidores da Polícia Federal

119

O senador Ruben Figueiró (PSDB-MS) pediu ao Ministério do Planejamento uma solução para os servidores da área administrativa da Polícia Federal. Ele disse que há quatro anos o Ministério estuda a minuta de um projeto de reestruturação do órgão, mas até agora nada.

Segundo o sindicato nacional desses servidores, a categoria recebe muito pouco e não tem perspectiva na carreira, porque hoje um servidor com 30 anos de trabalho recebe apenas R$ 500 a mais que um recém-empossado. Isso fez com que muitos servidores deixassem a Polícia Federal.

A autarquia, prosseguiu o senador, conta hoje com apenas 2,4 mil servidores administrativos, o menor contingente desde 1978. Ruben Figueiró acrescentou que, por causa da carência de pessoal, funcionários terceirizados têm feito o trabalho de servidores efetivos e muitos policiais foram desviados para a área administrativa.

– Esses são exemplos que demonstram o descaso do Ministério do Planejamento para com Polícia Federal. Diante do exposto, fica clara a necessidade de mais servidores administrativos da Polícia Federal e de haver a valorização da carreira. É por isso que apelo para a Sra. Ministra Miriam Belchior, do Ministério do Planejamento, para que apoie essa causa e coloque um ponto final nos problemas aqui citados – apelou Ruben Figueiró.

O parlamentar observou que os servidores administrativos da Polícia Federal são pouco conhecidos da população porque atuam nos bastidores, garantindo o suporte necessário à atuação policial. Eles também atendem a população, como na emissão de passaporte, e realizam outras funções, como a fiscalização de empresas de segurança privada.