Em defesa do Concurso Público: entidades e parlamentares debatem o tema

200

No dia 6 de fevereiro, em um café da manhã na sede da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), autoridades discutiram sobre a importância do Concurso Público. O objetivo foi mobilizar campanha em defesa da aprovação da Lei Geral do Concurso Público, promovendo um amplo debate com parlamentares, sociedade e a imprensa.

Para o presidente da ADPF, Marcos Leôncio Ribeiro, a Associação começou a se preocupar com esse tema já há algum tempo, pois foram cerca de 10 anos para realizar na Polícia Federal um concurso para delegado e isso tem um impacto muito prejudicial à carreira policial federal. “Nós queremos unir forças em defesa da Lei Geral dos Concursos, que já foi aprovada no Senado e aguarda votação da Câmara dos Deputados. Já temos uma lei que serve de exemplo no Distrito Federal e gostaríamos de ter essa lei para todo o Brasil”, disse.

O senador Rodrigo Rollemberg, relator do substitutivo do PLS 74/2010 (Lei Geral dos Concursos), reafirma a importância desse encontro junto às entidades. “É muito importante essa mobilização em torno desse projeto. Se não houver uma pressão permanente em cima do Congresso dificilmente esse projeto será votado este ano”.

O presidente do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Roberto Kupski, ressaltou que tem estados que está há 20 anos sem concurso para auditor fiscal e que isto é uma invasão de recursos para os estados. “Que a gente consiga provar e que as entidades não precisem se preocupar. As funções precisam ser cumpridas, é preciso ter concurso público para ingressar nos cargos, mesmo que já seja servidor público”, afirmou.

Para o presidente do Sindicato do DF (SINDEPO/DF), Benito Tiezzi, o concurso público foi um avanço para a Constituinte de 88. “Eu acho que nós não podemos como operadores do direito permitir a entrada ou acesso a qualquer cargo, não só dentro da Polícia, por meio de uma ascensão sem que haja uma seleção calcada na negociação”.    

O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (ADEPOL), Paulo D’Almeida, aproveitou a oportunidade para colocar a Associação à disposição e colaborar nesse processo de defesa e da carreira de segurança pública. 

Participaram do encontro o senador Rodrigo Rollemberg; os deputados distritais Chico Leite e o professor Israel Batista; o presidente da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac) e diretor-presidente do Vestconcurso, Ernani Pimentel; o diretor-presidente do GranCursos e do Movimento pela Moralização dos Concursos (MMC), Wilson Grangeiro; a presidente da SocialCon, Regina Peres; o presidente do Fonacate, Roberto Kupski; o presidente da ADEPOL, Paulo D’Almeida; o presidente do SINDEPO/DF, Benito Tiezzi; o assessor de comunicação, André Silveira, do presidente dos Oficiais da PMDF (ASOF), tenente-coronel Fábio Barbosa Pizetta; e o vice-presidente da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), Lirando de Azevedo Jacundá.

Fonte: ADPF e Fonacate