Anac homologa resultado de leilões de aeroportos

199

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) homologou o processo licitatório do leilão de concessão do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, e do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins), no Estado de Minas Gerais, realizado em novembro do ano passado.
A decisão, publicada no Diário Oficial da União de hoje, formaliza a concessão dos terminais aos consórcios vencedores da licitação: ao Consórcio Aeroportos do Futuro, composto pelas empresas Odebrecht Transport e Excelente B.V., no caso do aeroporto do Galeão; e ao Consórcio Aerobrasil, formado pelas empresas Companhia de Participações em Concessões (CCR), Zurich Airport International AG e Munich Airport International Beteiligungs GmbH, para o Aeroporto de Confins.

O consórcio liderado pela Odebrecht Transport venceu o leilão do Aeroporto do Galeão com lance de R$ 19,018 bilhões, um ágio de 293,9% em relação ao piso estabelecido. Já o Aeroporto de Confins foi arrematado pelo grupo liderado pela CCR com uma proposta de R$ 1,82 bilhão. O ágio nesse caso foi de 66% sobre o valor mínimo.