REFORMA POLÍTICA: Carreiras de Estado se mobilizam em torno do tema

106

O Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), que congrega 26 entidades representativas de 180 mil servidores públicos de carreiras federais, estaduais, e municipais, lançou uma proposta para a tão esperada reforma política brasileira durante a realização do seminário “O Papel das Carreiras de Estado na Reforma Política”, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, na tarde desta quarta-feira (7).

A proposta apresentada pelo presidente do Fonacate, Roberto Kupski, é composta de cinco pontos que abrangem o financiamento de campanha, o sistema eleitoral, transparência na prestação de contas de campanha, fidelidade partidária e, por fim, a abolição da obrigatoriedade do voto.

O presidente do Fórum, que deu início ao evento, e lembrou que este momento marca uma atuação em consonância com o clamor das ruas nas manifestações realizadas no mês de junho. Kupski destacou ainda a importância das carreiras de Estado nesta tarefa de trazer ainda mais para a pauta do Congresso as discussões a respeito da reforma política.

O Deputado João Dado disse, durante a solenidade de abertura, concordou com os pontos apresentados pelo fórum no que se refere à reforma política. E completou ainda que a pessoa jurídica não tem poder de voto e por isso, deveria estar fora do processo de financiamento de campanha.

A primeira palestra da tarde, “Clientelismo no Brasil Contemporâneo”, foi proferida pelo professor da Universidade da Califórnia, em San Diego, Simeon Nichter, e pelo juiz de Direito Márlon Reis. O presidente da mesa, o secretário-geral do Fonacate, Rudinei Marques, iniciou os trabalhos com a provocação de que é preciso de investimentos e recursos para fazer com que as leis sejam cumpridas.

O painel “Transparência, controle social e combate à corrupção”, realizado em seguida, teve como palestrante o cientista político Roberto Pires e o secretário de Controle Interno da Presidência da República, Jerri Eddie Xavier Coelho, tendo como presidente da mesa Simone Fagá, da Unafe. A última palestra do dia foi com o deputado João Dado sobre “Instituições Públicas e Reforma Política”.

semin_ario2.jpg

Confira aqui a galeria de fotos do Seminário. 

Com informações Azimute Comunicação para FONACATE