Definição da campanha salarial

150

 Primeiro foi deliberado que a prioridade é a manutenção da unidade do “Ciclo de Gestão”. Na sequência, 60,6% dos servidores decidiu pela rejeição do reajuste anual de 5% parcelado em três anos, com implementação em janeiro de 2013. Essa posição foi levada para reunião com as demais carreiras do Ciclo (AACE, AFIPEA, ANESP e UNACON), para ser confirmada caso a maioria das entidades desse grupo também decidissem pela rejeição.

Entretanto, das entidades do Ciclo de Gestão, apenas a ASSECOR votou pela rejeição, vencendo a posição de aceitação da proposta. Dessa forma, seguindo a primeira deliberação da assembleia, que julgou preponderante a unidade do Ciclo de Gestão, a ASSECOR assinou o acordo com o governo.

Durante a assembleia da ASSECOR, as decisões das outras entidades eram avaliadas. Já era conhecida a posição da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (ANESP), que foi pela aceitação. Aguardava-se a deliberação da Carreira de Finanças e Controle, que naquele momento tendia pela rejeição da proposta, mas essa perspectiva não se confirmou. A Associação dos Funcionários do Ipea (AFIPEA) também se encontrava em assembleia e a Associação dos Analistas do Comércio Exterior (AACE ) só iniciaria a votação depois das 17h, mas ambas tinham indicativo de aprovação da proposta, confirmado ao final das votações.