Servidores marcam presença em assembleia

0 24

A assembleia desta quarta-feira (30/5) contou com um número de participantes superior em relação às mobilizações anteriores. Mas ainda é insuficiente para demonstrar a insatisfação da carreira com a postura do governo, pois todos os servidores devem estar engajados na campanha salarial. Os integrantes da carreira aprovaram o indicativo de paralisação a partir do dia 18 de junho, e nessa data haverá uma nova assembleia para deliberar sobre o assunto.

Assembleia30maio

“O certo é que se não nos mobilizarmos e agirmos, muito provavelmente, não teremos nada”, destacou o presidente da ASSECOR, Eduardo Rodrigues. O governo não trata as demandas da carreira como prioridade, e sem mobilização, os analistas e técnicos de planejamento e orçamento não terão os pleitos atendidos.

A próxima reunião da mesa de negociação está marcada para o dia 13 de junho e as perspectivas dos dirigentes são pessimistas. O presidente da Associação dos Analistas de Comércio Exterior, Rafael Marques, esteve na mobilização da ASSECOR e destacou a importância da participação dos servidores para a força do movimento.

assembleia30maio3

O vice-presidente da ASSECOR, Antônio M. R. Magalhães, falou sobre o trabalho político que junto às autoridades governamentais. De acordo com Magalhães, para que a carreira tenha força, é importante que os servidores tenham uma postura propositiva e estejam empenhados em projetos que vão beneficiar todos.

assembleia30maio4

Entre os pontos da pauta da assembleia constava a discussão da viabilidade de se recorrer ao instrumento do dissídio coletivo, que em princípio só é aplicável pela Justiça do Trabalho nas disputas entre empregados e trabalhadores regidos pela CLT. Para melhor avaliar o tema, foram solicitados esclarecimentos ao escritório de advocacia que atende a ASSECOR. Contudo a resposta não foi recebida a tempo para que pudesse instruir a assembleia para deliberar sobre o tema. Diante disso, o assunto integrará a pauta da próxima assembleia.

Outra questão judicial debatida foi a propositura de mandado de injunção cobrando o reajuste anual dos servidores públicos relativo ao ano de 2011, conforme previsto na Constituição. A iniciativa foi aprovada pelos servidores na assembleia e a ação será ajuizada nos próximos dias.

A próxima assembleia será no dia 18 de junho, o local e o horário ainda serão definidos, e todos serão informados com antecedência.

 

Assessoria de Comunicação da ASSECOR.