MP seleciona servidores para Secretaria de Assuntos Internacionais

0 35

A Coordenação-Geral de Políticas com Organismos Internacionais, da Secretaria de Assuntos Internacionais, do Ministério do Planejamento, está selecionando pessoal para seu quadro.

São cargos sem DAS, DAS 2 e 3.

Os interessados devem enviar currículo para seain-coger@planejamento.gov.br até  o dia 31 de julho.

Confira abaixo os pré-requisitos para a seleção.

Coordenação de Administração de Pagamentos a Organismos Internacionais – COPAG – SEAIN/MP

Temas principais: Análise de solicitações de pagamento de contribuições e integralizações a organismos internacionais. Preparação da proposta orçamentária anual, preparação das solicitações de crédito orçamentário e revisão do cadastro de ações orçamentárias daquelas ações. Análise e parecer sobre a internalização de normas que criam encargos junto a organismos internacionais. Produção de relatórios anuais.

Coordenação de Política com Organismos Internacionais – COPOG – SEAIN/MP

Temas principais: preparação de reuniões de diretoria e assembléias gerais. Análise de auditorias, orçamento, planejamentos, estratégias de atuação, aumentos de capital, recomposições de capital, aprovação de projetos, política de pessoal, entrada de novos membros, políticas de gênero, políticas para jovens entre outros assuntos.. Orçamento das integralizações, pagamento e controle do andamento dos créditos e da lei orçamentária. Entrada em organismos, instrumentos de adesão, promulgação de projetos de lei, decretos e outros instrumentos legais. Principais Organismos: BCIE, BDC, BID, BAD, CAF, FAD, FIDA, FONPLATA, GEF. Organismos Secundários: Banco Asiático, JBIC, JICA, AFD, Banco do Sul.

 

Pré-requisitos (obrigatórios):

– Conhecimento da língua inglesa, com capacidade de leitura de documentos;

– Noções de política internacional;

– Noções de economia;

– Noções de direito;

– Boa comunicação interpessoal e trabalho em equipe;

– Saber trabalhar sobre pressão, com mais de uma demanda por vez com prazos.

Requisitos desejáveis:

– Conhecimento da língua espanhola, com capacidade de leitura de documentos;

– Noções de orçamento público;

– Noções de direito internacional;

– Noções de economia internacional;

– Noções de contabilidade;

– Comunicação escrita e falada em língua inglesa e espanhola.